SEO e HTML: A Estrutura Semântica do HTML5 e sua importância.

A Estrutura semântica do HTML5 para o SEO

Quando falamos da Estrutura Semântica do HTML5, também estamos falando de um conjunto de elementos de extrema importância para o SEO.

Isso porque nas versões anteriores do HTML, não existiam tags semânticas específicas para os elementos estruturais, ou seja, cada desenvolvedor trabalhava de uma maneira diferente. Obviamente isso acaba dificultando bastante o trabalho dos mecanismos de busca no entendimento das páginas e indexação.

O que é o HTML Semântico?

Quando você acessa um site, o seu navegador faz a leitura do código-fonte em busca das tags semânticas para tentar entender a estrutura do site acessado.

Dessa forma o HTML5 introduziu uma lista de elementos semânticos para ajudar os navegadores na interpretação de cada elemento da página e os desenvolvedores com uma padronização que facilita muito no trabalho de manutenção e ajustes futuros no HTML.

De forma bem resumida, as tags semânticas do HTML5 definem o propósito de cada elemento, ou seja, usando corretamente a semântica, você ajuda o navegador a entender o significado do conteúdo em vez de simplesmente exibi-lo.

Nessa imagem você consegue ter uma referencia dos elementos do HTML Semântico:

Mas é importante ter em mente que HTML é muito mais que isso, ok? Nessa imagem é só um exemplo com algumas (poucas) tags HTML.

Entendi, mas qual é a relação da Semântica do HTML com o SEO?

O ponto inicial para explicar a relação entre SEO e HTML Semântico está no entendimento de um termo conhecido como "User-Agent".

Por mais técnico que esse assunto possa parecer, é um dos temas que todo especialista em SEO deve ter na ponta da língua.

Ok, mas... o que é User-Agent?

Um User-Agent é um "documento" que contém algumas informações suas e que são enviadas para os servidores dos sites que você acessa. Essas informações incluem seu sistema operacional e o navegador que você está usando.

Nem sempre o seu User-Agent será igual ao do seu amigo, pois cada user contém informações ligadas ao dispositivo que está sendo usado.

Exemplo, se eu estou acessando um site através do computador, meu User-Agent é:

Mozilla/5.0 (Windows NT 10.0; Win64; x64; rv:97.0) Gecko/20100101 Firefox/97.0

Esse código é a informação que meu navegador envia para os servidores dos sites que eu tento acessar. Basicamente o servidor pega essa informação, entende minha tecnologia e se estiver tudo certo, ele me envia de volta o HTML do site para que meu navegador faça a leitura.

Com relação aos User-Agents, posso destrinchar todo esse assunto em uma outra publicação, mas hoje irei falar só sobre os pontos que importam para o SEO.

No meu User-Agent vemos algumas informações sobre meu computador, tais como:

  • Sistema Operacional: Windows NT 10 64bts
  • Navegador: Firefox 9

Acredito que deu para entender superficialmente o que é um User-Agent, né?

Pois bem, os rastreadores do Google possuem User-Agents.

O Googlebot usa um sistema operacional e um navegador para acessar os sites que são rastreados e indexados no Google.

As regras que criamos no arquivo Robots.txt estão ligadas diretamente com o User-agent do Google, mas esse é outro tema que rende muita prosa.

Uma vez que o propósito do HTML Semântico é fazer com que os navegadores consigam entender os elementos existentes nos sites e o Googlebot faz uso de um navegador para rastrear os sites da internet... Podemos deduzir que se o navegador que o Google usa não consegue entender um site com facilidade o Google também terá dificuldades para realizar esse trabalho.

Veja bem, eu não estou dizendo que os critérios de indexação do Google giram exclusivamente em torno do entendimento de um navegador, e sim que, se o navegador do Google tem dificuldades em entender um site, ele também terá.

Isso porque o Googlebot vai depositar mais esforços em rastrear todo o site e tentar entendê-lo através de padrões visuais.

O que também esta ligado com a experiência do usuário.

Uma coisa é fato: O objetivo do Google é fazer com que seu algoritmo consiga simular a experiência de um usuário humano.

Mas não é a experiência de qualquer humano... o Google quer imitar você!

Ao longo dos anos, o Google sempre lança novos updates em seu algoritmo com o objetivo de aperfeiçoar a forma com que os seus rastreadores navegam pelos sites da internet. Pois dessa forma será mais fácil identificar quais são os sites que realmente merecem aparecer nas melhores posições das SERPs.

Ou seja, se o Googlebot entende que o site oferece uma ótima experiência para você, sendo é rápido, leve e bem ajustado nos smartphones, com um HTML Semântico bem estruturado... ele vai pegar essa informação, juntar com todos os outros fatores de posicionamento e isso se torna um fator muito importante para seu processo de indexabilidade e posicionamento.

  • Ficou claro que o HTML Semântico são as tags que ajudam o navegador a entender a estrutura do site?
  • E que o Google faz uso dessas informações para entender a estrutura dos sites?
  • Se um site não tem o HTML Semântico em dia o Google vai atribuir menos relevância, pois se trata de um site fora dos padrões de boas práticas e que pode proporcionar uma má experiência para seus usuários.

Bom, se isso ficou claro... meu trabalho está feito.

Quero te ver mais vezes aqui... clica ali do lado em "Quero receber novidades" que eu vou te avisar quando postar algo novo.